Heraclides anchisiades capys

By | 07:19:00 Leave a Comment





Hoje resolvi falar sobre a minha espécie preferida, H. anchisiades capys. Já postei uma foto dela na primeira postagem do blog (você pode ver clicando aqui). Desde o primeiro dia no Parque, essa espécie foi a minha preferida por dois motivos, o primeiro é que as lagartas são bastante desagradáveis em questão de aparência, não são bonitas (engana-se quem pensa que todo biólogo deve achar todos os animais lindos, tem feios sim! Não é apenas a aparência que nos encanta.), mas ainda assim se transformam na borboleta mais bonita. E, o segundo, é que elas são muito comuns. Qualquer pessoa pode encontrá-las em basicamente qualquer lugar e isso não faz delas menos especiais, muito pelo contrário.
Não consegui fotos dos ovos, das lagartas ou das pupas ainda, somente da borboleta adulta.
Essa espécie consegue se camuflar facilmente, tanto na fase larval (lagarta) quanto quando forma a pupa (casulo), pois possui cores que podem ser confundidas com excrementos de pássaros quando lagarta, e sua pupa se parece com galhos secos. Pesquisando pelo nome Heraclides anchisiades capys no google, é possível encontrar fotos de todas as fases, mas pretendo atualizar esse post mais para frente com fotos novas.
Os ovos da espécie são postos todos juntos, geralmente em grupos grandes. Já encontrei uma folha inteira tomada pelos ovos. Um fato interessante, é que em todas as espécies de borboletas, o adulto procura fazer a postura na planta em que a lagarta vai se alimentar quando nascer. Ou seja, mesmo que a borboleta adulta se alimente do néctar das flores, frutas podres e suor (varia de acordo com as espécies), ela fará a postura dos ovos na planta que vai servir de alimento para a lagarta, poupando-as de sair em busca do alimento. A H. anchisiades capys, faz a postura em folhas de Citrus, como Laranjeira, Limoeiro, etc. 
 Não tem como não reconhecer uma borboleta dessa espécie, no borboletário, nós as reconhecemos por conta dessa mancha cor-de-rosa na parte dorsal do corpo. E, para distinguir um macho de uma fêmea, basta olhar para o abdômen. Os machos costumam ser mais "magros", enquanto as fêmeas apresentam o abdômen arredondado e com uma abertura para a postura dos ovos. Inclusive, se encontrar uma dessas um pouco mais gordinha, pode acreditar que têm ovos dentro dela. Essa aqui está fazendo a postura dos ovos, reparem como o abdômen está mais gordinho!
Não tenho duvidas de que é a minha espécie preferida mesmo, sou apaixonada por cada fase desse animal encantador. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial